Inside Out

InsideOut_01

Inside Out retrata o quotidiano dentro das nossas casas, tentando criar associações entre os elementos contidos no frame, excluindo as expressões faciais no processo. Esta abordagem tende a ser menos intrusiva, dando ao sujeito espaço suficiente para agir dentro da sua zona de conforto. O anonimato traz para primeiro plano os restantes elementos da imagem, desafiando o espectador a descodificar as conexões remanescentes, o que pode ser um exercício difícil, tanto para o fotógrafo como para o observador, o primeiro tentando transmitir uma mensagem codificada, o segundo tentando descodificá-la.

InsideOut_03

Este é um projecto em curso; da intenção inicial para utilizar apenas uma lente de 50mm (um devaneio purista, um ponto de partida, talvez), comecei a utilizar mais recentemente uma 35 mm e uma 85mm – focais fixas. Não sei quão relevante será esta decisão e qual será o impacto nas imagens do ensaio, mas decidi que era necessária uma certa evolução na abordagem, transitando de algo extremamente bem definido para algo um pouco mais difuso.

InsideOut_08

Mais aqui: http://www.johngallo.co.uk/inside-out.html

Anúncios

ISO 12800? Kodak T-Max P3200…

_DSC1129-copiar

ISO 12800? Que saudade dos tempos em que o Kodak T-Max P3200 era o epítome de sensibilidade elevada em fotografia (a preto e branco, que a cores nada de tão extremo existia).

O maestro do Projecto Bios, uma parceria entre o Museu do Douro e a Fundação EDP, num dos ensaios em Alfândega da Fé, que antecederam o espectáculo memorável de 7 de Outubro.

_DSC1208-copiar

ISO 16000? O espectáculo começa com todos os músicos dispersos pela plateia, apenas iluminados pelo LCD dos seus telemóveis.

Ruído? Algum… Mas controlado – música para ser mais objectivo.

Para os geeks da técnica, foto do maestro: Nikon D750, Sigma ART 135mm F1.8, 1/250s @ f1.8, ISO 12800, medição pontual.

Foto dos jovens músicos: Nikon D750, Nikon AF-S Nikkor 85mm f1.4G, 1/160s @ f1.4, ISO 16000, medição pontual.

Câmara segura à mão, em ambas… sem flash.

RAW’s trabalhados em ACR/Photoshop a gosto.

Seb Janiak

SEB-JANIAK_UCHRONY_PLACE-VENDOME_1994

Para mim Seb Janiak é um dos melhores fotógrafos contemporâneos. A sua obra, rica, diversa, possui um traço estético único.

GRAVITY-BULLES-DAIR-05-2013

Ao pesquisar o seu trabalho concluímos que há nele uma imagem completa de todas as opções oferecidas pelo meio fotográfico. De acordo com a tradição viva da fotografia, as inovações tecnológicas abrem novas possibilidades criativas; apenas um punhado de fotógrafos forja com sucesso uma nova linguagem nestes momentos, verdadeiramente artística.

SEB-JANIAK_THE_DARK_SIDE_OF_THE_MOON_005_2010

Mais aqui: http://www.sebjaniak.com

seb-reunion2

It’s Christmas Again…

CA17

Foi produzido em 2013, continua e continuará actual. It’s Christmas Again revela o alheamento social e o transe que nos domina todos os anos, pelo Natal. Consumir, calcorrear ruas, lojas, centros comerciais sem parar, como se o mundo fosse acabar nesse mesmo dia. Este é a verdade do Natal ocidental, dos ditos países civilizados, desenvolvidos.

CA02

Este Natal, refém de prendas, banquetes e luzes brilhantes, sente-se, vê-se nas ruas de todas as cidades ocidentais. Milhares de pessoas numa azáfama desprovida de sentido compram tudo, sentindo que falta sempre alguma coisa…

CA09

Realizado no Reino Unido, It’s Christmas again revela as ruas de Brighton nos dias que antecedem o Natal – a loucura consumista da quinta maior economia do mundo…

CA20

A ideia de “desfigurar” ou “transfigurar” os consumidores, deixando incólumes as referências ao consumo, acentua a correria desenfreada de uma massa informe de gente focada em consumir.

CA27

Mais um encore dentro de dois meses…

Ensaio aqui: http://www.johngallo.co.uk/it-s-christmas-again.html

Seeing through the hole… or maybe viewfinder freedom…

_7150016-copy

Um dos prazeres máximos é sair para a rua de câmara na mão, sem qualquer compromisso, sem preconceitos, sem regra. Fotografar apenas pelo prazer de o fazer, sem estar sujeito a nenhum tema, assunto ou assignment. Algumas das imagens mais inesquecíveis, originais ou fora do vulgar acontecem nestes momentos.

Olympus OM-D E-M1 Mark II, Olympus 12-40mm f2.8 PRO @ 40mm (equiv 80mm), 1/500seg, f4.5, ISO 200