Visitas Reais com história…

Há relativamente pouco tempo perguntaram-me que tipo de trabalho é que envolve mais protocolo, mais “salamaleque”, cross-checking e controlo…A cobertura de visitas oficiais da família real britânica, sem dúvida. Para além de todo o escrutínio a que somos sujeitos como indivíduos (antes de nos conhecerem e saberem quem somos e o que fazemos), temos que seguir rigoroso protocolo durante toda a visita. O adido de imprensa que acompanha todas as visitas dos membros da família real, para além de guarda-costas e elementos dos serviços secretos britânicos, segue-nos como se fosse a nossa própria sombra, diz-nos quando fotografar, quando não fotografar, que distância manter em relação a Sua Alteza Real em todos os momentos da visita, quem passa primeiro, se eu ou se o membro ou membros da realeza… O adido nunca aparece nas imagens – ao contrário dos guarda-costas – e garante que todas as imagens são recolhidas apenas quando Sua(s) Alteza(s) Real(is) exibe(m) postura e expressão fotogénica q.b..

Nesta visita em particular tudo se complicou um pouco para o adido de Sua Alteza Real, A Duquesa da Cornualha, Camilla, esposa do Príncipe Carlos, futuro Rei de Inglaterra. As reduzidas dimensões do espaço visitado, o número elevado de convidados, sucessivas divisões minúsculas para acomodar convivas, comitiva real, seguranças e funcionários do museu, levou a que a minha proximidade com Camilla fosse muito maior do que habitualmente. O registo obtido é muito mais humano, mais frágil – as rugas, imperfeições e sinais do tempo bem patentes na face de Camilla são visíveis e contam histórias que regra geral não se vêem. A expressão do seu olhar, a forma como conversa com algumas das crianças presentes, o receio com que olha para a velha prensa entra pela objetiva dentro, transformando Camilla num “comum mortal”.

O adido? Sem nunca perder a fleuma britânica, emanaram dos seus profundos olhos azuis as instruções, indicações e demais orientações de sempre. Nada mudou, o seu fato azul imaculadamente engomado conteve a sua frustração, os seus receios, sem que uma ruga se lhe visse no final do dia.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s