O regresso do Shortcutz Viseu

Foi a edição #95, de volta ao Museu Nacional Grão Vasco, agora com o apoio do Município de Viseu. O Luís Belo e o Carlos Salvador estão de parabéns, casa cheia – a abarrotar – na sessão de regresso. Tiago Fernandes Alves foi o convidado especial desta edição. Ficam as fotos. Todas as fotografias OlympusContinue a ler “O regresso do Shortcutz Viseu”

They tried to bury us, but forgot we are seeds

Inaugurou a 24 de Março – They tried to bury us, but forgot we are seeds – colectiva na Quinta da Cruz, com obras de Vanessa Chrystie, John Gallo, Carlos No, Maia Horta, Paulo Neves e Joanne Grüne-Yanoff. Uma verdadeira enchente para contemplar a colectiva e a individual de Fátima Teles, Construction Line. Ficam algunsContinue a ler “They tried to bury us, but forgot we are seeds”

Peer Gynt – Dia Mundial do Teatro no Município de Viseu

De Henrik Ibsen, foi levada à cena ontem pelas 2130H no átrio dos Paços do Concelho. Uma delícia as aventuras de Peer… Numa sala cheia, improvisada, com enorme simbolismo, aplaudiu-se de pé um elenco que durante duas horas e meia, aproximadamente, interpretou a peça inspirada na obra do dramaturgo norueguês. O intervalo foi, literalmente, paraContinue a ler “Peer Gynt – Dia Mundial do Teatro no Município de Viseu”

Exposição colectiva Quinta da Cruz

Inaugura dia 24 de Março uma colectiva imperdível na Quinta da Cruz em Viseu. Intitulada “They tried to bury us, but forgot we are seeds”, é uma colectiva de seis artistas. Pintura, escultura, desenho, ilustração e fotografia (com imagens de Inferno, Floresta Negra), serão as artes presentes. Eu irei expor oito fotografias do ensaio Inferno,Continue a ler “Exposição colectiva Quinta da Cruz”

They Tried to Bury Us But Forgot We Are Seeds

Este é o fantástico cartaz da colectiva em que também participo e que inaugura dia 24 de Março na Quinta da Cruz em Viseu. Não percam, o tema é pertinente e as interpretações de cada um de nós também. Até 24 de Junho.

Olympus OM-D E-M1 Mark II – Performance excepcional a ISO elevado

Um dos mitos mais frequentes com que me tenho deparado desde que me tornei utilizador Olympus é a alegada performance da OM-D E-M1 Mark II em ISO elevado. Diz-se, lê-se, que este é o Calcanhar de Aquiles do sistema. Nada como testar, em situações reais de trabalho, quais os resultados que o sistema produz quandoContinue a ler “Olympus OM-D E-M1 Mark II – Performance excepcional a ISO elevado”

O Último Dia de um Condenado à Morte

Estreou a 7 de Dezembro no Teatro Armando Cortez, em Lisboa. Paulo Sousa Costa é o encenador de um monólogo de Victor Hugo escrito em 1829, O Último Dia de um Condenado à Morte, obra à época criticada por ser deprimente e na qual o autor elogiou Portugal por ter sido o primeiro país aContinue a ler “O Último Dia de um Condenado à Morte”

Os vitrais…

Os vitrais são, sem dúvida, uma das mais difíceis tarefas fotográficas. Este projecto, concluído em Janeiro de 2015 no Reino Unido, levou algumas semanas a produzir, entre preparação, recolha e pós-produção. Os magníficos vitrais desta igreja no sul de Inglaterra foram produzidos na Alemanha e, durante a Segunda Grande Guerra, desmontados e colocados a salvoContinue a ler “Os vitrais…”

Viseu Cultura 2018, linha “Criar”

No âmbito do Viseu Cultura, Programa Municipal de Apoio a Projectos Culturais Independentes, a Chappa classificou-se em primeiro lugar na Linha “Criar”, com 85%, sendo “A Lenda de Viriato” o projecto com maior comparticipação financeira por parte do Município de Viseu​ nesta linha. Com o patrocínio da Olympus Portugal​, este projecto irá recriar alguns dosContinue a ler “Viseu Cultura 2018, linha “Criar””