What’s in a photo?

Terror é algo a que nos habituámos nos últimos anos. Sabemos que nenhum lugar é seguro, nenhuma cidade está a salvo. Esta fotografia retrata, de forma teatral, a potencial ameaça que todos enfrentamos nas nossas ruas, aeroportos, teatros, ciclovias. A postura do esqueleto, misto de admiração e terror, parece contrastar com a calma impassível dosContinue a ler “What’s in a photo?”

17 into 2015

Ainda no Reino Unido produzi um pequeno ensaio sobre os títulos/notícias de imprensa nos primeiros dias do ano de 2015 – para quem não se lembra foi o ano do massacre no Charlie Hebdo. Edição de dia 1 de Janeiro de 2015 do The Independent. Ju suis Charlie…

Um edifício icónico, parte II

Mais um par de horas, ao nascer do sol, à volta da estação de camionagem de Viseu. Não me canso deste edifício, acho que ainda teremos parte III, centrada nos utilizadores e na sua interacção com o edifício. Para já ficam aqui mais uns quantos momentos, registados na pacatez de uma manhã de domingo deContinue a ler “Um edifício icónico, parte II”

Fisheye frenzy!

Voltaram a estar na moda, as velhinhas fisheye. Vulgarizadas nos anos sessenta, quem não se lembra da mais famosa de todas, a Nikon 6mm f2.8 Fisheye, a última das quais vendida por €150000,00 (não, não é erro, cento e cinquenta mil Euros) no Reino Unido. Apenas algumas foram produzidas e apenas por encomenda… Hoje emContinue a ler “Fisheye frenzy!”

Hyde Park, London

Winter Wonderland – outras paragens, uma feira muito mais jovem que a nossa Feira de São Mateus. Apenas com 10 anos de idade, esta feira de diversões no coração de Londres é visitada por 2 milhões de pessoas entre 17 de Novembro e 8 de Janeiro. Pouca gente… se comparada com a Feira de SãoContinue a ler “Hyde Park, London”

Um edifício icónico

Muitos por aqui passaram a caminho do Porto e de outras cidades – muitos aqui chegaram para visitar Viseu, para estudar, para trabalhar. Para os viseenses é um dos símbolos da “cidade nova” que agora pede reforma/manutenção/adaptação ao tráfego e exigências deste início de século. Sabe-se que a Câmara Municipal, irá, num determinado momento, intervirContinue a ler “Um edifício icónico”