Fotografia de rua

Fala-se muito hoje de street photography, é um saco onde tudo se mete. Há contudo, não só na street photography bem como em qualquer outra área da fotografia um elemento crítico para que a imagem tenha, de facto, algum valor: o sujeito. Street photography não é fotografia produzida na rua. Street photography é fotografia produzidaContinue a ler “Fotografia de rua”

What happens at ISO 20000?

What happens at ISO 20000? Well, pretty much a bit of grain. These photographs were taken with available light – believe me “available” is an overstatement. Two or three 40W lightbulbs, scattered along the stage, musicians moving all over the place. Even at f1.4 things were hard. So cranking up the ISO was basically theContinue a ler “What happens at ISO 20000?”

Review of the Profoto A1 – The Future in Mobile Flash? By Tina Eisen, Lens Rentals blog

A couple of months ago I got my hands on the newest addition to the Profoto family, the Profoto A1. The first on-camera flash of the Swedish brand, which can be doubled up as an off-camera flash and as an air remote with built-in TTL for triggering additional A1 units, as well as the otherContinue a ler “Review of the Profoto A1 – The Future in Mobile Flash? By Tina Eisen, Lens Rentals blog”

What’s in a photo?

Terror é algo a que nos habituámos nos últimos anos. Sabemos que nenhum lugar é seguro, nenhuma cidade está a salvo. Esta fotografia retrata, de forma teatral, a potencial ameaça que todos enfrentamos nas nossas ruas, aeroportos, teatros, ciclovias. A postura do esqueleto, misto de admiração e terror, parece contrastar com a calma impassível dosContinue a ler “What’s in a photo?”

Pixel peepers, how much resolution do you really need?

How Much Resolution Do You Really Need? By Bing Putney on October 11th 2016, SLR Lounge   The spec sheets on today’s flagship digital cameras are impressive to say the least. Nikon offers 36, Sony 42, and Canon’s 5DS a staggering 51 megapixels. And that’s just right now, and that’s not touching the likes ofContinue a ler “Pixel peepers, how much resolution do you really need?”

Um edifício icónico, parte II

Mais um par de horas, ao nascer do sol, à volta da estação de camionagem de Viseu. Não me canso deste edifício, acho que ainda teremos parte III, centrada nos utilizadores e na sua interacção com o edifício. Para já ficam aqui mais uns quantos momentos, registados na pacatez de uma manhã de domingo deContinue a ler “Um edifício icónico, parte II”

Inferno

Depois da tragédia de Pedrogão, depois da tragédia que assolou os distritos de Viseu, Coimbra e Leiria, em que mais de cem pessoas perderam a vida chegou, sem dúvida alguma, o momento de olhar para a floresta em Portugal com olhos de ver. Inferno estreia em Novembro, produzido pela Chappa.

625 anos, 625 retratos – Feira de São Mateus

Algumas fotografias são mais fotografias que outras… Será? Talvez… Foram nove dias de intenso trabalho, quase cinco mil fotografias produzidas, 625 selecionadas. Nenhuma das fotografias publicadas foi manipulada digitalmente. A energia, emoção e entrega de todos e a forma como os visitantes vibram nesta feira com mais de seis séculos de vida chega para produzirContinue a ler “625 anos, 625 retratos – Feira de São Mateus”

Fisheye frenzy!

Voltaram a estar na moda, as velhinhas fisheye. Vulgarizadas nos anos sessenta, quem não se lembra da mais famosa de todas, a Nikon 6mm f2.8 Fisheye, a última das quais vendida por €150000,00 (não, não é erro, cento e cinquenta mil Euros) no Reino Unido. Apenas algumas foram produzidas e apenas por encomenda… Hoje emContinue a ler “Fisheye frenzy!”

ISO 12800? Kodak T-Max P3200…

ISO 12800? Que saudade dos tempos em que o Kodak T-Max P3200 era o epítome de sensibilidade elevada em fotografia (a preto e branco, que a cores nada de tão extremo existia). O maestro do Projecto Bios, uma parceria entre o Museu do Douro e a Fundação EDP, num dos ensaios em Alfândega da Fé,Continue a ler “ISO 12800? Kodak T-Max P3200…”