Crónicas de viagem

_3160009-copiar

Milhares de quilómetros, muitos – de norte a sul tenho percorrido o país: clientes, workshops, assignments.

Esta nova série intitulada “Crónicas de Viagem”, tenta retratar de forma simples, coerente, objectiva, os trajectos, localidades…os momentos efémeros de tantas deslocações.

_3160139-copiar

Portugal é um país absolutamente extraordinário – paisagem, gastronomia, gente, vias de comunicação, tudo sempre iluminado por uma luz que, atrevo-me, parece divina – ou é mesmo divinal…

_3180144-copiar

Vão ficando os testemunhos, vão-se empilhando ficheiros semanalmente para futura escolha. Se puderem, “vão para fora cá dentro” – ainda que seja em trabalho.

Todas as fotografias Olympus OM-D E-M1 Mark II, objectivas M.Zuiko Pro.

Anúncios

102000 visitantes

005dd

102643 visitantes, de Janeiro a Dezembro no conjunto dos três sites: Chappa, O Fotográfico e John Gallo.

Em meu nome pessoal agradeço a todos aqueles que nos têm ajudado a crescer, levando um pouco mais longe a nossa visão sobre a cultura em Portugal.

Espero que em 2018 possamos continuar a contribuir de forma sólida para a afirmação, disseminação e reconhecimento dos percursos, tradições, perfis e valores da cultura do nosso país.

www.chappa.pt

www.johngallo.co.uk

www.fotograficoweb.wordpress.com

 

Feliz 2018

PFD5109

Escolhi esta fotografia de um peregrino, exausto depois de cumprir a sua promessa, junto à Capela das Aparições em Fátima em pleno 13 de Maio, para ilustrar sacrifício, dedicação e fé. Não necessariamente num credo em particular, em nenhum em especial. A Humanidade precisa, desesperadamente, de uma inversão de valores. Temos que deixar de endeusar os bens materiais, de ligar sucesso a dinheiro, a riqueza material. É crítico que a acumulação absurda de riqueza em meia dúzia de mãos termine e que haja mais justiça social, menos desigualdade, maior equilíbrio, através do trabalho e da responsabilização colectiva, valorizando atitudes proactivas, fazendo pleno uso da democracia. Fé, fé na humanidade, acreditar que somos capazes de travar esta espiral de ganância que coloca em perigo a sustentabilidade do planeta. Dedicação a causas comuns, espírito de corpo.

Feliz 2018!

Fora da Caixa

Assalto Preview

“Fora da Caixa” – Campanha de sensibilização produzida para a APPACDM de Viseu

Este foi um trabalho diferente, muito diferente. Feito com o coração, sentido na alma, fundo. Esta é uma causa próxima, não podia deixar de ser solidário. Em 14 cenários reais, cidadãos com deficiência contracenam com figurantes “normais”, numa cidade imaginária (ou será no Município de Viseu?), em que a inclusão é absoluta. A ação desenrola-se entre os anos cinquenta e setenta do século passado.
Revelam-se hoje, Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, 4 das 14 fotografias produzidas durante o mês de Novembro, em que inclusão foi palavra de ordem.
Nesta cidade de inclusão plena há cidadãos com deficiência em todos os sectores da economia. Alguns são até… fora-da-lei! Nos cenários de hoje deparámo-nos com um assalto a uma dependência do Banco Borges & Irmão em plena luz do dia, um competente par de mecânicos que aterafadamente reparam um Land Rover, dois motards de circunstância, e uma rigorosa e competente Presidente de Câmara.

Cafe Racer Preview

As 14 fotografias integrarão a agenda de 2018 da APPACDM (que todos poderão adquirir) bem como um calendário de mesa com base em madeira (muito, muito bonito) que todos os interssados poderão, igualmente, adquirir, ajudando desta forma a nobre instituição da cidade.

Mecânico Preview

A produção (Chappa e APPACDM de Viseu) envolveu mais de duas dezenas de pessoas e um conjunto de entidades cujo agradecimento público será comunicado muito em breve.

Presidente de Câmara Preview

Fotografia: John Gallo

Merry Xmas – O Natal no Rossio

_DSC0168-copiar

E eis que chega novamente o Natal – não há chuva, mas o frio já se faz sentir. O Rossio está bonito, de branco vestido trouxe-nos um castelo encantado. Que este seja um Santo Natal.

_DSC0247-copiar

Um par de horas observando o que os viseenses observam, observando-os. Alcança quem não cansa, segundo Aquilino Ribeiro.

_DSC0281-copiar

 

L’Avalot – Teatro de Rua

_9010324-copiar

Há circunstâncias extraordinariamente difíceis para equipamento e fotógrafo. Quando se é amador (perdoem-me o abuso, nada tem que ver com o mérito de cada um) e “corre mal”, perdem-se imagens que tanto gostaríamos de ter registado com sucesso. Quem da fotografia faz profissão não pode falhar – o trabalho tem que ser entregue, com toda a qualidade exigível, no prazo acordado.

_9010439-copiar

Uma das tarefas mais difíceis com que me deparei foi o registo da prestação da companhia de teatro L’Avalot (Barcelona), teatro de rua, itinerante, com grandes efeitos pirotécnicos… à noite. Muito pouca luz (ISO elevado), movimentos erráticos (AF), enormes diferenças entre luz e sombra (gama dinâmica), composição difícil (público a correr para acompanhar o “desfile” pelas ruas, de telemóvel em punho). O pesadelo perfeito.

São estes desafios que fazem, bastas vezes, a diferença entre o amador e/ou o fotógrafo menos treinado e (desculpem a imodéstia) o “seasoned photographer”. O conjunto de imagens produzido (publica-se pequena amostra) atesta também o “state-of-the-art” do equipamento actual.

Todas as imagens © Município de Alfândega da Fé (Turismo de Portugal).

Todas as imagens: Olympus OM-D E-M1 Mark II, objectivas M. Zuiko Digital 12mm f2.0, 75mm f1.8, 40-150mm f2.8 PRO (ISO entre 1600 e 3200).

ACR, Photoshop to taste. Sem manipulação digital.

 

Um edifício icónico, parte II

_DSC1932-copiar

Mais um par de horas, ao nascer do sol, à volta da estação de camionagem de Viseu. Não me canso deste edifício, acho que ainda teremos parte III, centrada nos utilizadores e na sua interacção com o edifício.

_DSC2158-copiar

Para já ficam aqui mais uns quantos momentos, registados na pacatez de uma manhã de domingo de um outono ensolarado e anormalmente quente.